Comentarios dos Artigos

 
A respeito de meu artigo O que há em um Nome?, recebi a seguinte pergunta e comentário, por parte de Juliana:
"Que Bonito, que Sheine (lindo em idish**) ou Sheindale (minha beleza) é a Chaie (a vida), quando honramos as pessoas que amam e desejam viver".

Rabino, lendo seu blog meus pensamentos voaram e refletiram sobre a força das palavras.

Fiquei inquieta ao perceber que na língua portuguesa somos muito carinhosos.

Meu amor, minha vida, meu doce, meu anjo, meu amado, meu adorado, meu querido, meu bebê.

Na língua inglesa, vêm à mente a mesma doçura: my darling, my love, angie, honey.

Em francês, em italiano, mon amour mon cherry, mon petit, cara mia, amore mio...

E na Língua Sagrada, Rabino, como ficamos?

Não lembro de nenhuma parashat da Torah em que haja uma conversa amorosa entre um casal.

Não há no idioma hebraico expressões doces e carinhosas e bonitas para nos dirigirmos ao ser amado?

Com carinho, sua fiel amiga e aluna,

Juliana.

***********************
E minha resposta foi

Querida Aluna e Amiga Juliana

Shalom Uberacháh

Com alegria e agrado recebi tua pergunta, para o qual primeiramente devemos compreender que o hebraico tem uma morfoses diferente em sua gramática que os idiomas latinos, já que o Hebraico, trabalha muito com a raiz da palavra (shoresh hamiláh). A palavra mais freqüente utilizada para amor é Ahava (observamos na bênção antes do Shema Israel, recitado para arvit «serviço de oração noturno», ahavat olam, que significa com amor eterno, ou no mesmo Shema Israel: Veahavta et... com amor ao Eterno...., também a conhecida expressão Biblica: "Amarás teu próximo como a si mesmo" (Levítico 19:18) – Vehavta lerehacha camochá; assim outros exemplos) tem que ser acompanhada de um pronome, para que se possa comprender a ideia de meu amor, ou nosso amor, como exemplos: Ahava sheli, Ahava shelanu. O amor de todos: Et ahava shel culam.

Porem temos uma palavra muito conhecida que aparace no livro do Canticos dos Canticos (Shir Hashirim) de autoria do Rei Salomão ou Melech Shelomo, Dodi que é traduzido como meu amado, a palavra Dodi, vem de dod, que também significa amigo, por exemplo meu amigo querido em hebraico pode se dizer como Chaver Iedidi, ou simplesmente Iedidi; mais interessante a palavra dod, tem a mesma raiz que a palavra dud que quer dizer aquecedor ou caldeira, um verdadeiro amor, ora por um amigo, ora por um namorado ou namorada, tem que ser algo que aqueça, algo que permanentemente, em momentos faceis ou dificeis, sempre este mantendo um calor, uma chama.

Também podemos chamar alguem de querido: Iakar, meu querido, Iakiri ou Iekiri, que também a palavra Iakar quer dizer algo precioso, algo valioso.

Outro termo Chaviv, que quer dizer amavél, querido, amado; então Chavivi é meu amado, meu querido; o interessante desta palavra que tem uma raiz similar a palavra primavera, aviv, e por tanto dizem os poetas que o amor tem uma semelhanca a epoca ou estação primavera.

Para finalizar, amor, querido, amigo (no sentido profundo da palavra), em hebraico esta rodeado das mesmas palavras, o que importa é a cavana, a intenção sincera do conceito e do que encierra a palavra mesma.

Com desejos de Berachot, para que Hakadosh Baruch Hu,te ilumine com um amor que corresponda ao teu.

Com meus respeitos e desejos de Shavua Tov Umeborach

Rabino Prof. Ruben Najmanovich